Ter mais data centeres é uma necessidade mundial.Essa realidade é justificada pelo fato de que a expectativa para até 2018, o tráfego de dados móveis mundial chegue a 1.200 exabytes.Para você ter um ideia do tamanho desse volume: no Brasil todo o tráfego de internet é de, aproximadamente, 2 exabytes.Se a previsão for confirmada, até 2020, o mercado de Cloud promete movimentar 160 bilhões de dólares.É por isso que vamos precisar de mais datacenters no Brasil e no mundo.

A existência de data centers faz parte do nosso dia a dia.

Afinal de contas é preciso de espaço para organizar e-mail, aplicativos de mensagens, redes sociais, e tudo mais que trafega na internet.

E mais: com o crescimento do armazenamento em nuvem, a chegada da Internet das Coisas, Big Data, Inteligência Artificial, além de tudo o que já usamos online, será necessário ter mais espaço para guardar e organizar tudo.

DATA CENTERS: O DESAFIO DO BRASIL

No Brasil, ao mesmo tempo que novos data centers são construídos, outros já existentes se renovam para atender o crescimento do tráfego de dados móveis.

O maior desafio para construir um data center no país diz respeito à energia.

Para se ter uma ideia: um metro quadrado de um data center consome de 10 a 30 vezes mais energia do que um área de escritório.

Um data center foi constuído recentemente na região metropolitana de São Paulo.

Para suprir a necessidade energética do empreendimento foi necessário construir sua própria subestação de energia.

Esse novo data center consumiu um investimento de R$ 400 milhões.

Construir um data center por aqui – se compararmos com outros países da América Latina – custa até 40% mais caro.

Portanto, fazer um investimento dessa tamanho é algo que poucas empresas têm condições de fazer.

Fonte: Olhar Digital